Contagem regressiva para o fim do Google+

Por
| 

Eu já havia publicado antes no blog um artigo sobre o fim do Google+, porém o Google recentemente anunciou algumas mudanças e deu mais informações a respeito da falha de segurança que afetou a plataforma, então resolvi escrever este artigo para atualizar as informações que eu havia passado.

Google antecipa o fim de sua rede social para abril e inicia o processo de desativação do Google+.

Data de encerramento antecipada

O fim do Google+ estava previsto para Agosto de 2019, entretanto o Google resolveu antecipar essa data para 2 de Abril de 2019. Nesse dia, todo conteúdo do Google+ será apagado, incluindo fotos e vídeos.

A orientação do Google é que os usuários façam backup dessas informações antes de Abril. Em 4 de fevereiro, a criação de novos perfis, páginas e comunidades foi suspensa.

Novas informações sobre o vazamento de dados

Um dos motivos que claramente levaram o Google a encerrar o Google+ foi o uma falha na API da plataforma. Essa falha permitia ter acesso a informações do perfil do usuário mesmo quando não estavam marcadas como público.

No primeiro anúncio do Google sobre o vazamento, foi informado que cerca de 500.000 usuários foram afetados. Após investigações, o Google chegou à conclusão que a falha impactou aproximadamente 52,5 milhões de usuários.

Todavia, conforme eu divulguei no blog, os dados vazados não eram tão sensíveis, afinal eram informações do perfil preenchidas pelo próprio usuário. Nem se comparam com os dados vazados do Facebook, por exemplo.

Botão de +1 e Login com o Google+

Conforme o anúncio oficial, a API do Google+, o botão +1, o login com o Google+ e o recurso de comentários serão desativados até 7 de março.

O Blogger inclusive já desativou os widgets de integração com o Google+, conforme anúncio no blog oficial do serviço. Além disso, os comentários do Google+ (para quem utilizava) não serão migrados.

Novo Google+ para clientes coorporativos

Os perfis do Google+ de clientes do G Suite continuarão ativos. O Google informou que irá trazer novos recursos e um novo layout para esses clientes.

Adeus, Google+

O Google+ era uma das minhas redes sociais favoritas, apesar de eu nunca ter conseguido um número significativo de seguidores.

De acordo com o Google, a baixa quantidade de usuários ativos e a curta duração das seções na rede social foram os motivos que levaram a empresa a tomar a decisão de encerrar o Google+.

Na prática, a meu ver, o Google estava simplesmente procurando motivos para encerrar a rede social e utilizou esse vazamento como pano de fundo para tomar a decisão, apesar de não admitir explicitamente.

Para mais informações sobre o assunto, veja os links a seguir:


Siga o blog

Redes sociais: Facebook, Twitter, YouTube, Pinterest, Instagram, Telegram

Receba notificações de novas postagens e novidades do blog por e-mail.

Importante: utilize o bom senso na hora de comentar. Acesse a política de privacidade para maiores informações sobre comentários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário